Como fazer uma boa adaptação entre animais

Vou contar um pouquinho da minha história e, quem sabe, ela possa ajudar você nessa fase de adaptação.

Acredito que uma das coisas que mais preocupam quem pretende adotar um novo animalzinho é a adaptação. De fato, nem sempre é simples: pode rolar ciúmes, do ciúmes vir o mal comportamento e por aí vai. Confesso que quando pensei em adotar o Joca eu sequer pensei nisso (risos). Vou contar um pouquinho da minha história e, quem sabe, ela possa ajudar você nessa fase de adaptação.

Eu já era mamãe do Oliver, um Golden de 8 meses, quando vi a foto do Joca no instagram do grupo Patinhas Carentes. Ele estava para adoção e me apaixonei na hora. Duas semanas foi o período entre visitarmos ele, decidirmos adotar e trazer ele pra casa. Eu sequer pensei na possibilidade de não dar certo. Na verdade, nem me lembrei desse detalhe da adaptação. A preocupação apareceu quando comuniquei o médico veterinário sobre a chegada do mais novo integrante da família.

O Oliver não me trazia preocupação a respeito disso, pois ele ama cães, qualquer um. Sempre se deu bem com todos e ainda estava na fase de filhote. Porém, acabei descobrindo que Joca não era tão fácil assim. Respirei fundo e coloquei na minha cabeça que daria certo.

O primeiro dia foi exatamente como eu esperava: Oliver fazendo muita festa pro Joca. Joca ignorando ele completamente. Muitas vezes chegou a avançar nele. O que eu não esperava seria a reação do Oliver. Ele apresentou alguns comportamentos de ciúme: fez xixi algumas vezes no sofá, quando chegávamos em casa, ele tentava empurrar o Joca.

Em ambos os casos – tanto no comportamento do Joca quanto no do Oliver – a minha atitude foi a mesma: ignorar. Aprendi no livro do Alexandre Rossi que esta é a melhor opção sempre, melhor até mesmo do que o “não”. E deu super certo!

É claro que existe uma relação de dominância entre eles. O Joca manda no Oliver, rs. Mas hoje eles vivem em harmonia, são super amigos e não se desgrudam. É bom demais ter mais de um cãozinho (ou gatinho). Eles fazem companhia um para o outro na nossa ausência e viram irmãos <3 Um abraço! Ah! Deixo abaixo algumas fotos dessas figurinhas:

 

Salvar

Salvar

Salvar

Leia também: